Giro dello Espresso


Hoje foi dia de pedalar com o Alírio Seidler, um cara muito forte no pedal. Diria até uma máquina. Ele é deficiente visual, o que significa que quando pedalo com ele é em uma tandem, eu de capitão e ele de fogueiro, o que coloca a lenha ou carvão no forno.

Saímos com a intenção de fazer um pedal leve, talvez com uma subida do Morro da Lagoa. O tempo estava ótimo, ensolarado e não muito quente. O meu joelho direito anda incomodando um pouco por causa das estripulias das últimas semanas, então eu não queria abusar muito.

Continue lendo “Giro dello Espresso”