UltraTrail Travessia dos Costões – uma jornada épica


Enquanto escrevo este relato tem três caras lá fora, correndo trilhas à noite, desde que começamos às 7 da manhã, após 16 horas. De todos que partiram apenas eles conseguiram manter-se fiel ao objetivo maior. Nenhum de nós é menos por não ter logrado os 80 km que planejamos, nem todos tinham esse objetivo. Não é a distância que impressiona e sim o nível de dificuldade que o percurso apresenta. Continue lendo “UltraTrail Travessia dos Costões – uma jornada épica”

Lagoa dos Ventos Uivantes


O alarme despertou às cinco da manhã, mas eu já estava acordado desde as três com as insistentes rajadas de vento que balançavam as árvores, cujos galhos acariciavam o telhado da casa. Água caía do céu, borrifando a civilização desacordada. Os meus pensamentos oscilavam entre os preparativos para a corrida e as lembranças do dia anterior. Nem lá nem cá, era hora de levantar. Continue lendo “Lagoa dos Ventos Uivantes”

Treino para o Indomit 100 km – Descobrindo o Sertão da Miséria


Soube do nome “Sertão da Miséria” quando fiz o upload da atividade para o Strava e olhei o mapa. Não poderia ser mais propício para uma tarde onde as dificuldades foram muitas, mas sempre celebradas com risadas. Continue lendo “Treino para o Indomit 100 km – Descobrindo o Sertão da Miséria”

Faixas aerodinâmicas para corredores fundistas?

Clique aqui para áudio

Essa semana li uma reportagem no MundoTri sobre faixas aerodinâmicas desenvolvidas pela empresa Nike para melhorar a aerodinâmica da pele de corredores fundistas. Na foto que ilustra a matéria, Galen Rupp, fundista americano nas olimpíadas, ostenta as faixas, que se assemelham ao tal do kinesiotape, pelo menos na aparência. Mas uma foto ampliada mostra que as faixas possuem pequenas estruturas em relevo. Continue lendo “Faixas aerodinâmicas para corredores fundistas?”

Saindo do Ninho – Treino para o Indomit 100 km


É sempre recomendável conhecer o percurso de uma prova na medida do possível. É algo que raramente fiz, simplesmente porque sou pouco metódico, pelo menos na hora de me preparar para um evento. Faço geralmente o que dá vontade, como correr descalço 12 km em trilhas um dia antes de uma prova de duathlon. Mas isso é porque não corro pelo resultado e sim pelo prazer. Continue lendo “Saindo do Ninho – Treino para o Indomit 100 km”

Estrelas Cadentes


Desde criança fui um aficionado do esporte. Acompanhava tudo que podia: basquete, futebol. voleibol, atletismo, natação, tênis, etc. Difícil não haver um esporte pelo qual não me interessava. Procurava aprender sobre a história, sabia sobre os principais atletas, recordes e as regras de cada modalidade. Era uma espécie de Wikipédia ambulante, antes do Wikipédia existir. Continue lendo “Estrelas Cadentes”

Powerman Brasil 2016 – Sprint


Minha história com o triathlon começou com o Ironman 2013. Foi a minha primeira prova nessa modalidade. Fiz três Ironman Florianópolis em anos consecutivos e desde ano passado decidi concentrar meus esforços na corrida. Não porque eu não goste de pedalar ou nadar. Foi uma escolha para permitir que eu dedicasse mais tempo à modalidade mais simples de praticar e na qual eu sentia maior capacidade. Acho que fiz uma boa escolha, pois a corrida tem me dado muitos momentos de alegria e alguns bons resultados, mesmo para alguém que começou a correr seriamente com 34 anos de idade. Apesar disso, continuo a praticar a natação, agora exclusivamente em águas abertas, e o ciclismo de forma mais recreativa. Em função disso, tenho ainda condições mínimas de participar em provas de triathlon, aquathlon e duathlon. Continue lendo “Powerman Brasil 2016 – Sprint”